quarta-feira, 28 de junho de 2017

XI campeonato sul-sudeste de karate Tradicional

Natacha Marques - campeã de kumite individual

Kitei kata

RJ vs PR

Natacha vs Manuela Spessatto


Final do fukugo

Nossa delegação

O técnico, Roberto Pestana, dando instruções à Nathan Felipe

RJ vs RS

Pedro Camacho vs Frank Manera

Nathan Felipe (E) vs Douglas Albano



Final de kumite individual feminino



Leonardo Rivero vs Igor Leite

Igor Leite

Jayme Sandall

Igor Leite

Kumite por equipe


Douglas Nogueira e Gabrielle Bueno

Família Venito, com um ouro e duas pratas
Ana Venito

Luanny Sanches

Gabrielle Bueno

Natacha Marques


Douglas Nogueira

Luanny Sanches

Luanny Sanches


Foi realizado no dia 22 de junho de 2017, o VI Campeonato Sul-Sudeste de karate Tradicional, na bela cidade de Joinvile, SC.

A nova diretoria da FERJKT, na figura de seu presidente, Ary Arsolino, e de sua Vice, Simone Caldas, fez um trabalho impecável com planejamento, cronograma e muito esforço.
Um trabalho que começou com os treinamentos semanais, ministrados pelo técnico da Seleção Carioca, Roberto Pestana, e contando sempre com a presença dos membros do Shihan kai, sensei Ugo Arrigoni e sensei Jociglei Cadena.

Utilizando-se de recursos próprios (anuidades e cursos), a Federação conseguiu custear a ida dos atletas a essa importante competição.

Todo esse trabalho excelente foi recompensado pelos atletas, que cumpriram seu papel e trouxeram muitos títulos para o Rio de Janeiro.

Nas categorias de base, Ana Luísa Venito conquistou o ouro no kumite 14-15 anos, e a prata no kata.
Luanny Sanches, em sua primeira competição, demontrou segurança e personalidade, e ficou com a prata no kata 16-17 anos, e o ouro no kumite.
Na categoria 16-17 anos masculino, Danilo Tavares ganhou tudo: ouro no kata e kumite!
Nessa mesma categoria, Lucas Venito ficou com a prata no kata.
No 18 a 21 anos feminino, Gabrielle Bueno ficou com a prata em ambas as catregorias: kata e kumite.
Fechando as conquistas, Douglas Nogueira, 18 a 21 anos masculino, ficou em quarto lugar no kata individual.


Na categoria adulto, mais títulos.
Natacha Marques fez história ao vencer o kumite individual, passando pela multicampeã Manuela Spessatto (RS) na semi-final, e pela atleta da Seleção Brasileira JKA Cristiane Babinski (RS) na final. Pela primeira vez uma atleta do Rio de Janeiro conquistou o título sul-sudeste Tradicional de kumite individual.
Tricampeã estadual Tradicional, vice-campeã brasileira JKA e campeã sulamericana JKA por equipes, Natacha vai se firmando cada vez mais como a maior atleta de kumite da história do Rio de Janeiro. Parabéns!

No enbu misto, bronze com Gabrielle Bueno e Douglas Nogueira, mostrando que têm imenso potencial para lutar pelo título no campeonato brasileiro de Salvador.

Entre os homens, só não trouxemos o título de kata por equipes ( não enviamos equipe). Nas outras categorias todas trouxemos o ouro!
No kumite por equipes, vencemos o Paraná na semi, e na final vencemos os gaúchos, que contavam com um dos melhores lutadores da competição: Frank Manera (atual vice-campeão brasileiro JKA).
Jayme Sandall, Igor Leite, Pedro Camacho e Nathan Felipe trouxeram o título sul-sudeste pela terceira vez (2011, 2012 e 2017), transformando o Rio de Janeiro no Estado que mais conquistou o título de kumite por equipes em campeonatos sul-sudeste.

No kata individual, Jayme Sandall surpreendeu ao ficar com o título. Após empatar na semi-final, fazendo Jion, com o excelente paranaense Joel (Sochin), ele venceu por apenas um décimo com Gojushiho sho (contra Jion do adversário) na final.

No Fukugo novo título de Jayme, que teve que passar por Frank Manera na rodada de kumite (reeditando a final do campeonato brasileiro JKA desse ano). Após passar por Frank e vencer no kitei kata, Jayme fez a final com o gaúcho Douglas Albano, e ficou com o título pela terceira vez (2012, 2013 e 2017)

No kumite individual, apresentação de gala da equipe carioca. O pódio foi exclusivo do Rio de Janeiro. Foi a primeira vez que um mesmo Estado conquistou todos os lugares do pódio de uma categoria individual masculina.
Jayme Sandall chegou à final após passar por Frank Manera (RS), Joel (PR) e na semi-final, o companheiro de Seleção Brasileira JKA Nathan Felipe. Na outra chave, Leonardo Riveiro venceu a primeira rodada, em seguida venceu o companheiro de seleção carioca Pedro Camacho e na semi outro companheiro de seleção, Igor Leite.
Na grande final, Jayme conseguiu impôr sua experiência e venceu o aluno do sensei Flávio Costa, sob a arbitragem do sensei Watanabe.

No total, entre todas as categorias, o Rio de Janeiro ficou em segundo lugar, atrás apenas do Rio Grande do Sul. Conquistamos 9 ouros, 6 pratas e 3 bronzes.


Ainda mais importante do que os títulos, a postura de todos os atletas do Rio de Janeiro foi muito elogiada por todos os mestres e árbitros.
Grande orgulho para a FERJKT!

Fica aqui registrado o profundo agradecimento de todos à FERJKT.
Aos shihans Ugo Arrigoni e Jociglei Cadena, que estiveram presentes o tempo todo, e que souberam unir, liderar e delegar funções;
Ao técnico Roberto Pestana, que trabalhou muito por todos esses títulos;
À vice-presidente Simone Caldas, que tomou para si a missão de resolver todos os problemas que surgiam, e impulsionou o grupo adiante;
Por fim ao presidente Ary Arsolino, que em seu primeiro mandato está conseguindo liderar de forma impecável e unir um grupo que se mostra cada vez mais fechado, com tranquilidade e sabedoria.

Vamos em frente FERJKT!
Rumo ao campeonato brasileiro de Salvador, em setembro!

OSS!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Curso com sensei Watanabe

Foi realizado, no dia 13 de maio de 2017, no consulado japonês, o curso com sensei Watanabe.

Além do curso, o evento foi um grande encontro entre as figuras mais importantes da história do karate do Rio de Janeiro.

Inédito na história da FERJKT, esse encontro reuniu ícones do passado e do presente, de diferentes federações e organizações.

Ary Arsolino, o novo presidente da Federação, iniciou o calendário oficial da FERJKT de forma espetacular, mostrando que veio ara fazer a diferença, e para resgatar o karate de forma global, sem distinções entre federações e sem brigas pessoais, que só serviram e servem para desunir, dividir e enfraquecer.

Auxiliado pela vice-presidente da Federação, a faixa-preta e multicapeã do passado Simone Caldas, Ary fez com que o evento fosse um sucesso sem precedentes.

Após o curso, uma série de belas homenagens foram prestadas às figuras importantes presentes. Uma homenagem especial foi feita ao sensei Inoki, falecido recentemente.

Fica aqui registrado o agradecimento profundo da FERJKT a todos que compareceram ao evento para prestigiar esse encontro histórico.

OSS!!

Jayme Sandall, Juarez Alves (Jacaré) e Vinicio Antony


Vanessa Brito e Simone Caldas







Sensei Watanabe



Jociglei Cadena, Fernando Soares, Juarez Alves, Flávio Costa e Ugo Arrigoni


O presidente da FERJKT, Ary Arsolino, com sensei Watanabe






Diploma de sexto dan de karate Tradicional concedido a Jociglei Cadena

Homenagem à Simone Caldas e Vanessa Brito, por tudo o que fizeram e ainda fazem pelo karate do Rio de Janeiro

Homenagem a Jayme Sandall, campeão brasileiro de kumite 2017

Homenagem ao sensei de Ary e integrante da Geração de Ouro, Flávio Costa

Homenagem à primeira faixa preta de sensei Inoki

Integrantes da primeira Seleção Brasileira (1972) Ugo Arrigoni, Watanabe e Fernando Soares


Evilásio de Morais e Juarez Alves, integrantes da Seleção Brasileira na Geração de Ouro



Grandes campeões do Rio de Janeiro da segunda geração: Simone Caldas, Vinicio Antony, Paulo Uchôa, Marcus Vinícius, Luciano Zahar, Berenbaum, Paulo Pinto e Eduardo Santos

Vitor, presidente da Federação de Karate Shotokan do Rio de Janeiro (sensei Uriu)

Reencontro de uma luta que aconteceu em 1968 entre Cláudio Barbosa e Watanabe




Homenagem póstuma a sensei Inoki




Presidente da Associalçao Brasileira de Karate Jutsu (ABKJ), sensei Vinicio Antony


Nova diretoria da FERJKT com sensei Watanabe: Vanessa Brito, Simone Caldas, Ary Arsolino, Filipe Passos, Jayme Sandall e Christiano Arrigoni